Primeiro-ministro israelense Lapid emite alerta ao Irã em discurso na ONU: ‘Temos capacidades e não temos medo de usá-las’

NOVOAgora você pode ouvir os artigos da Fox News!

O primeiro-ministro israelense, Yair Lapid, chamou o Irã durante um discurso perante a Assembleia Geral das Nações Unidas na quinta-feira, acusando a nação islâmica de estar por trás de uma campanha antissemita contra Israel.

Lapid falou de “duas grandes ameaças” enfrentadas por Israel, ligando o Irã a ambas.

“A primeira é a ameaça nuclear. O medo de que Estados terroristas e organizações terroristas coloquem as mãos em armas nucleares. A segunda ameaça é o fim da verdade”, disse Lapid. “Nossas democracias estão sendo lentamente envenenadas por mentiras e notícias falsas. Políticos imprudentes, estados totalitários e organizações radicais estão minando nossa percepção da realidade.”

Ilustrando o segundo ponto, Lapid relembrou a publicação de uma menina palestina de 3 anos chamada Malak al-Tanani que teria sido morta junto com seus pais em um ataque da Força Aérea Israelense.

RAISI DO IRÃ É ‘UM PRESIDENTE ASSASSINO’ QUE NUNCA RECEBERÁ UMA BOMBA NUCLEAR: EMBAIXADOR DA ONU ISRAELITA

O primeiro-ministro de Israel, Yair Lapid, discursa na 77ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas na sede da ONU em Nova York na quinta-feira.

O primeiro-ministro de Israel, Yair Lapid, discursa na 77ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas na sede da ONU em Nova York na quinta-feira.
(Foto AP/Julia Nikhinson)

“Foi uma imagem de partir o coração, mas Malak Al Tanani não existe. A foto foi tirada do Instagram. É de uma garota da Rússia”, disse ele.

“Posso dar a vocês milhares de outros exemplos de notícias falsas semelhantes sobre Israel. O movimento anti-Israel vem espalhando essas mentiras há anos. Na mídia, nos campi universitários e nas redes sociais”, disse Lapid. “A questão não é por que eles fazem isso, mas por que você está disposto a ouvir?”

Lapid disse que é tudo sobre antissemitismo.

“O antissemitismo é a disposição de acreditar no pior sobre os judeus, sem questionar. O antissemitismo é julgar Israel por um padrão diferente de qualquer outro país”, disse ele.

“Conduzir esta orquestra de ódio é o Irã”, declarou Lapid. Ele observou como as bandeiras israelenses e americanas são frequentemente vistas sendo queimadas nas ruas do Irã, levantando a questão de onde essas bandeiras vêm.

“A resposta é: eles estão fabricando-os especialmente. Só para que possam queimá-los”, disse ele. “É assim que se parece uma indústria de ódio.”

PM ISRAELITA À FOX: ‘DAMOS BEM-VINDO AOS ATAQUES DOS EUA CONTRA AS GUARDAS REVOLUCIONÁRIAS IRANIANAS NA SÍRIA’

“O regime do Irã odeia judeus, odeia mulheres, odeia gays, odeia o Ocidente”, continuou ele. “Eles odeiam e matam muçulmanos que pensam de forma diferente, como Salman Rushdie e Mahsa Amini. O ódio deles é um modo de vida. É uma maneira de preservar seu governo opressivo.”

Voltando à outra ameaça que Israel enfrenta – a nuclear – Lapid disse que a posição do Irã sobre Israel é o único caso de um estado membro da ONU pedindo abertamente a destruição de outro estado membro.

“Se o regime iraniano conseguir uma arma nuclear, eles a usarão”, alertou Lapid. “É preciso deixar claro para o Irã que, se avançar em seu programa nuclear, o mundo não responderá com palavras, mas com força militar. Toda vez que uma ameaça como essa foi colocada na mesa no passado, o Irã parou e recuou.”

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O APLICATIVO FOX NEWS

Lapid também deixou claro que o Estado judeu não deve ser encarado com leviandade.

“Os judeus hoje têm um Estado”, disse ele em um contraste tácito com a época do Holocausto. “Temos um exército. Temos grandes amizades, principalmente com os Estados Unidos. Temos capacidades e não temos medo de usá-las. Faremos o que for preciso: o Irã não terá uma arma nuclear. por enquanto há aqueles que tentam nos matar. Não de novo. Nunca mais.”

Leave a Comment