Lane Kiffin, de Ole Miss, diz que espera voltar como treinador dos Rebels

O treinador principal do Ole Miss, Lane Kiffin, disse que espera ficar com os rebeldes em 2023, mesmo que Auburn ofereça a ele a chance de preencher sua vaga de treinador principal.

Kiffin foi questionado sobre seu status após a derrota em casa por 24 a 22 na quinta-feira para o estado do Mississippi no Egg Bowl, a terceira derrota consecutiva de Ole Miss no fim da temporada regular. Kiffin, que está em seu terceiro ano como técnico do Rebels, é visto como um dos principais candidatos de Auburn para substituir Bryan Harsin, demitido em 31 de outubro.

“Sim, eu quero”, disse Kiffin na quinta-feira, quando perguntado se ele espera voltar a Ole Miss na próxima temporada.

Fontes disseram a Chris Low, da ESPN, que Kiffin se encontrou na terça-feira com os jogadores do Ole Miss e disse a eles que não aceitou um emprego em nenhuma outra escola. A WCBI-TV em Columbus, Mississippi, informou na segunda-feira que Kiffin planejava deixar o cargo na sexta-feira e assumir o cargo de Auburn. Kiffin negou o relatório.

Questionado após a derrota de quinta-feira sobre a assinatura de uma nova extensão de contrato em Ole Miss, Kiffin observou que assinou vários com a escola e está mais focado no jogo do estado do Mississippi. Em dezembro de 2021, ele recebeu um contrato aprimorado com Ole Miss que aumentou seu salário para $ 7,25 milhões este ano.

Se Kiffin realmente desistir de Auburn, o técnico do Liberty, Hugh Freeze, provavelmente será perseguido pela escola. Freeze está 34-14 no Liberty depois de treinar Ole Miss de 2012 a 2017, e indo 39-25.

Kiffin tem 23-12 em Ole Miss e 18-7 nas últimas duas temporadas.

Leave a Comment