Iranianos hackearam importante organização de segurança israelense para obter imagens do ataque a Jerusalém

Iranianos hackearam importante organização de segurança israelense para obter imagens do ataque a Jerusalém

Imagens do ataque a bomba em Jerusalém ontem publicadas por um grupo de hackers iranianos vieram de câmeras de vigilância pertencentes a uma grande organização de segurança.

O grupo, Moses’ Staff, inicialmente alegou que havia hackeado as câmeras da polícia. Vários meses atrás, também publicou imagens de câmeras em Jerusalém e algumas em Tel Aviv.

“Por muito tempo, tivemos controle sobre todas as suas atividades. Passo a passo, momento após momento. Este é apenas o limite de nosso controle sobre suas atividades, por meio do acesso a câmeras de segurança. Dissemos no passado que atacaríamos no local e na hora em que você menos espera”, escreveu o grupo em seu grupo no Telegram.

A polícia, no entanto, negou que suas câmeras estivessem operando na área, e o município de Jerusalém disse que a filmagem não foi feita por uma câmera pertencente à cidade.

Oficiais de segurança autorizam a publicação de que a câmera pertence a uma importante organização de segurança. Mais detalhes ainda estão impedidos de publicação.

A polícia disse que estava de posse do clipe várias horas após o ataque que matou um adolescente e feriu mais de 20 outros.

Leave a Comment