As 7 coisas que você precisa saber para sexta-feira, 25 de novembro

1

Ataques russos interromperam o fornecimento de água e energia na Ucrânia.

  • Os detalhes: Cerca de dois terços de Kyiv, capital da Ucrânia, está sem aquecimento e cerca de 50% das casas não têm eletricidade, desde o início de hoje. Quinze regiões estão com problemas de abastecimento de água.
  • Por que isso importa: As temperaturas estão caindo abaixo de zero em partes do país, e espera-se que milhões deixem suas casas em busca de calor e segurança.

2

A polícia divulgou uma nota deixada pelo atirador do Virginia Walmart.

  • O que aconteceu? Um atirador, um supervisor de 31 anos da loja que atacou em Chesapeake, matou a tiros seis pessoas na terça-feira antes de tirar a própria vida, disse a polícia.
  • O mais recente: A nota, deixada no telefone do atirador, sugeria o que estava por vir. Ele comprou a arma que usou na manhã do ataque, disseram autoridades hoje.

3

A China está lutando contra um de seus maiores surtos de coronavírus da pandemia.

  • O que nós sabemos: Um recorde de 31.656 infecções foi registrado ontem. As principais cidades, incluindo Pequim e Guangzhou, ordenaram que os residentes de algumas áreas fiquem em casa.
  • Por que isso está acontecendo? A estrita estratégia “zero covid” da China significa que a maioria de seus 1,4 bilhão de pessoas nunca foi exposta ao vírus, deixando-os sem imunidade natural.

4

Elon Musk disse que planeja trazer de volta todas as contas banidas do Twitter.

  • Quando? A reversão começaria na próxima semana, segundo o novo proprietário da plataforma. Os usuários são banidos por coisas como ameaças violentas, assédio, abuso e desinformação.
  • Por que isso importa: Isso seria “existencialmente perigoso”, disse um especialista, e ajudaria a criar uma “paisagem infernal livre para todos”. Mas não está claro se Musk tem capacidade prática para fazer isso agora.

5

É Black Friday, mas hoje será diferente do que costumava ser.

A seleção masculina de futebol dos Estados Unidos joga hoje contra a Inglaterra na Copa do Mundo.

Um atleta paraolímpico britânico se tornará o primeiro astronauta com deficiência.

Leave a Comment